Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Clique e Ouça Agora!

EMERSON SANTOS E A 1ª VITÓRIA COLORADA

Inter iniciou o Gauchão com o pé direito. O pé direito de Emerson Santos. O zagueiro, aos 37 minutos do segundo tempo, garantiu o 1 a 0 para o Inter diante do São Luiz, em Ijuí na estreia colorada. Para quinta-feira (24), o primeiro jogo da temporada no Beira-Rio, Odair Hellmann deve apostar nos titulares.

Os sete estreantes que Odair Hellmann mandou a campo na tarde deste domingo (20) não decepcionaram. Pelo contrário, surpreenderam positivamente, muito pela falta de entrosamento entre eles que não atrapalhou e até fez o torcedor colorado se animar neste início de Gauchão. Três deles — Rithely, Lindoso e Guilherme Parede — jogavam pela primeira vez com a camisa do Inter. Os outros quatro — Bruno José, Roberto, Sarrafiore e Pedro Lucas —, crias da base.

 

A ideia de Odair era mandar a Ijuí experiência nas laterais. Mas Zeca sentiu um desconforto na coxa direita e nem embarcou com a delegação para o jogo. Seu substituto, um atacante da base improvisado de lateral-direito, mostrou segurança na função. Mas outros dois nomes roubaram a cena. Em pelo menos dois momentos, Roberto se impôs e impediu que o São Luiz chegasse com perigo ao gol de Daniel. E Martín Sarrafiore, a grande promessa colorada, empolgou. Construiu jogadas pela direita, driblou e chutou a gol.

Mas foi o São Luiz que começou o jogo pressionando. Aproveitou, aos 2 minutos, o espaço às costas de Bruno José — um dos raros momentos por conta da boa marcação do Inter —, e parou no goleiro Daniel. A resposta veio na sequência, com outro estreante. Guilherme Parede dividiu com Clayton, e conseguiu o cruzamento para Pedro Lucas. Mesmo bem marcado, o centroavante conseguiu se desvencilhar, girar e chutar para o gol. Para fora, mas empolgou a torcida colorada no 19 de Outubro.

O argentino Sarrafiore, junto de Juan Alano, era o responsável por girar a bola e infiltrar. Foi assim que driblou três pela direita e acabou derrubado na entrada da área. Na cobrança, de perna esquerda, chutou direto para o gol, raspando a trave do goleiro Carlão.

Com Rithely na primeira função e Lindoso um pouco mais adiantado, o meio-campo se manteve seguro e girando a bola em busca de espaços durante grande parte da primeira etapa. Lindoso aparecia por vezes dentro da área para ajudar o ataque, foi assim aos 35 minutos, quando o centroavante colorado achou Rithely, que pifou Lindoso de frente para o gol, mas a bandeira subiu e o placar se manteve 0 a 0.

O fim do primeiro tempo trouxe um São Luiz mais empolgado e cheio de fôlego. Aconteceu com Marcão, que não acertou a pontaria e Thiago Alagoano. Depois de uma bobeira da defesa colorada, o meia invadiu a área e chutou cruzado, quase pegando o goleiro Daniel no contrapé.

O zagueiro Roberto, a caminho do vestiário, identificou a lentidão como principal problema pelo empate nos 45 iniciais:

— Um jogo difícil, tentando rodar bem a bola. São Luiz está fechando bem o meio. E estamos rodando devagar a bola — disse o zagueiro de 20 anos.

O segundo tempo trouxe um Inter com os mesmos problemas do fim da etapa inicial, cansado e errando muitos passes. A solução de Odair Hellmann foi tirar Sarrafiore e promover mais uma estreia: a entrada de Neilton. Assim, Guilherme Parede passou a jogar pela direita enquanto o ex-Vitória aumentava o volume de jogo pela esquerda.

Bruno José também não resistiu e deixou o campo aos 21 minutos reclamando de cãibras. Sem outro lateral no banco, coube a Odair manter Roberto no mesmo lugar, mas mudar o seu parceiro de zaga com a entrada de Klaus. Assim, Emerson Santos passou a cair mais para direita.

O experiente Marcão, com passagem pelo Figueirense e Atlético-GO, era o grande nome do São Luiz. Foi assim aos 14 minutos, quando viu o zagueiro da base colorada se antecipar, e aos 21 minutos, quando acionou Tauã e viu o chute do companheiro parar em Emerson Santos. Mas, já a caminho do fim da partida, o Inter passou a comandar mais o jogo. Começou com Juan Alano cobrando falta pela direita, aos 35 minutos, em que Roberto desviou com o pé e quase chegou para Pedro Lucas marcar. Na sequência, de novo o zagueiro, acionou Pedro Lucas, de frente para o gol. O chute do centroavante parou em Carlão, mas o de Emerson Santos, o goleiro não conseguiu evitar.

Aos 37, Emerson Santos, fazendo as vias de lateral, achou espaço e, de fora da área, chutou forte, sem chance para o goleiro do São Luiz: 1 a 0. O zagueiro, na hora do lance, sentiu dores no tornozelo esquerdo e deixou o gramado antes do fim.

Agora, o Inter que volta ao Gauchão na próxima quinta-feira, pela primeira vez na temporada no Beira-Rio, deve contar com D’Alessandro e cia.

Fonte: ZH Esportes

Deixe seu comentário: